Botoes



6.3.13

Olhar


Olho para o além que encontro nas minhas divagações. Os meus olhos brilham, perdem-se, cansam-se e às vezes também doem. 
Se tudo isto não viesse junto, jamais poderiam ser os meus olhos.
Nasci com olhos cor de azeitona. Dizem. Castanho e verde. Os olhos do meu pai.
Com a imensidão no olhar, sinto o bater do coração e a calma da paz. Nem tudo é brilhante, mas vejo a esperança e quando me sinto a cair peço-lhe a mão.      


[ O meu olhar para os Olhares de Março por Scarlet

17 comentários:

  1. Senti o teu olhar daqui. E gostei da tranquilidade e da intensidade que neles vivem.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Mesmo a preto e branco, é um olhar expressivo e intenso de paz! *

    ResponderEliminar
  3. Uns olhos que analisam o real e veem a esperança. Que lindo pensamento!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá. Bem-vinda ao jardim. Obrigada pela visita e pelas simpáticas palavras.

      Eliminar
  4. Um olhar profundo e intenso.
    Obrigada por partilhares :)

    ResponderEliminar
  5. Lindos, em paz e tranquilos, doces, profundos, sensíveis ao mundo que os rodeá é assim que pelos meus olhos vejo os teus<3
    Beijinhos no <3

    ResponderEliminar
  6. Os meus olhos também são verdes acastanhados, ou será o contrário? Tens um olhar profundo e doce ;o)

    ResponderEliminar
  7. a beleza dos teus olhos está sobretudo lá dentro, no fundo deles!;)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Obrigada a todas pelos vossos doces elogios. ;) beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada, pelas palavras.